Xennials: conheça o perfil de consumidor esquecido pelo marketing

Uma coisa é certa: os perfis de consumidores vão mudando na medida em que o tempo passa. Acompanhamos diversos momentos na História em que os clientes foram de “aceitar aquilo que a empresa está comercializando”, como no Fordismo, para “exigir produtos e serviços personalizados a fim de atender necessidades específicas”.

Uma empresa que quer ter sucesso em suas estratégias precisa, portanto, acompanhar essa evolução e garantir que seu negócio está adequado às mudanças de comportamento do consumidor, identificando novas oportunidades e garantindo ser sua comunicação assertiva.

Pensando nisso, precisamos falar sobre um grupo pouco discutido: os Xennials. Esse grupo não se encaixa na geração X, e definitivamente, não se encaixa nos Millennials (também chamados de geração Y). Sendo assim, quem realmente são essas pessoas? Onde estão e como surgiram? Descubra essa oportunidade de mercado neste artigo!

Quem são os Xennials e como surgiu esse termo?

Os Xennials são um microgrupo de pessoas nascidas entre 1977 e 1983 e situado entre a geração X e os Millennials, sendo considerado o último público com a adolescência vivida antes da era da tecnologia e da internet, de forma geral. Nessa época, os videogames e computadores já estavam presentes, mas em um grau muito menor, não influenciando na construção dos hábitos de consumo dessas pessoas.

Por ser um microgrupo entre duas gerações muito expressivas, infelizmente os Xennials costumam ser esquecidos pelos departamentos de marketing, que esquecem que, dentro desse pequeno círculo, existe uma oportunidade muito interessante de investimento.

Esse público é, hoje em dia, composto por famílias com filhos pequenos e, apesar de serem conectados, não utilizam muito a internet e as redes sociais, pois passaram muito tempo se comunicando de forma analógica.

Esse grupo possui diversas dores que precisam ser sanadas pelas empresas que, infelizmente, estão focadas nos Millennials. A geração X não é um foco muito comum, por conter pessoas que já possuem, em sua maioria, uma opinião formada e pouca receptividade com novas marcas.

Diferenças entre as gerações X, Xennials e Millennials

As três gerações (geração X, Xennials e Millennials) são muito próximas. Para entender melhor quais são as heranças da geração X que os Xennials carregam, e quais são suas influências na geração Y (ou Millennials), é preciso conhecer as particularidades de cada grupo.

Geração X

A geração X corresponde às pessoas nascidas entre 1965 e 1978, caracterizadas pelo respeito às hierarquias e uma busca maior por estabilidade. Essa também é uma geração que, se comparada às gerações anteriores, é mais receptiva para o âmbito afetivo.

Xennials

A microgeração Xennials corresponde às pessoas nascidas entre 1977 e 1983 e vivenciaram seus primeiros anos de forma analógica, tendo acesso aos computadores já na vida adulta.

Esse grupo de pessoas provavelmente começou sua vida profissional antes da grande crise econômica mundial. Dessa forma, não foram prejudicados de forma tão intensa por esse momento histórico, uma vez que suas primeiras oportunidades profissionais aconteceram antes dessa crise.

Millennials

Já os Millennials, por sua vez, são a geração da internet. Nascidos entre 1989 e 1993, começaram a ter um contato precoce com computadores e celulares, fazendo parte da explosão tecnológica dos últimos anos. É comum que essas pessoas apresentem um perfil muito conectado e engajado nas redes sociais, sejam multitarefas e tenham uma visão empreendedora muito inovadora e diferenciada.

Na geração X, citamos a facilidade para lidar com hierarquias. Já para os Millennials, a realidade é incômoda: eles preferem trabalhar por conta própria, desenvolvendo projetos pessoais e encontrando novas alternativas de negócio para seguir.

Perfil dos Xennials

Os Xennials são uma excelente opção de investimento. Por serem um grupo esquecido pelos times de marketing, aquelas empresas que saírem na frente para se comunicar com esses consumidores certamente poderão aproveitar um grande crescimento.

Esse perfil possui o hábito de utilizar a internet para pesquisas, mesmo que ainda possua um pensamento mais tradicional de consumir diretamente das lojas físicas. Dessa forma, mesmo que encontrem produtos, preços e informações técnicas sobre o que estão procurando, preferem finalizar o processo de compra pessoalmente, uma vez que estão acostumados a sentir o produto em suas mãos.

No entanto, esse grupo não pode ser descartado das lojas online: caso haja a indicação de amigos e familiares, eles até se permitem arriscar e comprar um produto pela internet.

O interessante aqui é que essa geração comumente possui filhos conectados, nascidos em uma época na qual a internet foi inserida na rotina desde pequenos. Esses filhos, por sua vez, auxiliam os pais no dia a dia com a tecnologia, ajudando nas transações online e na finalização dessas compras pela internet.

As empresas pecam, infelizmente, por não criarem uma comunicação direta para essas pessoas. Hoje, o foco das empresas é a geração Millennials, esquecendo-se de que existe um outro público que também pode comprar pela internet, desde que sinta segurança suficiente no seu negócio.

Estratégias para atingir os Xennials

Uma característica dos Xennials é o saudosismo. Uma grande parcela dessa geração consumiu grandes clássicos, como Star Wars, Star Trek e quadrinhos. Cresceram em uma época analógica, cheia de história, e sentem falta dessa fase.

Por isso, ao criar uma estratégia de comunicação para esses públicos, é interessante se conectar com alguns elementos da época em que viveram, explorando esse sentimento de pertencimento e saudade, a fim de criar uma relação afetiva com o público.

Um exemplo muito interessante de conteúdo criado focado nos Xennials é a série Stranger Things. A Netflix criou uma história que trouxe elementos nostálgicos e marcantes das décadas de 80 e 90, levando seus telespectadores em uma viagem no túnel do tempo para a época em que viveram sua adolescência.

A série foi um sucesso para vários grupos. Os Xennials se sentiram representados e puderam reviver momentos incríveis e também puderam aproveitar esse contexto divertido, cheio de cor, fliperamas e jogos de tabuleiro junto com seus filhos, estreitando ainda mais os laços e criando uma relação mais afetuosa.

Os Xennials são um grupo que está, infelizmente, à mercê do mercado. Ainda são poucas as empresas que representam essas pessoas e que possuem uma comunicação direta com essa parcela do público.

O saudosismo, a nostalgia e a construção de uma relação afetuosa com seus clientes são fundamentais para atrair essas pessoas e torná-las clientes, seja em sua loja física ou online.

Este conteúdo foi interessante e pode ajudar outras pessoas? Compartilhe nas suas redes sociais!

2019-02-14T00:16:09+00:00Por |0 Comentários

Sobre o Autor:

Gabriella Costa, 21 anos e Publicitária. Apaixonada por encantar clientes, acredita que criar relacionamentos sólidos e duradouros com eles é o sucesso de qualquer receita. Cuidar do sucesso do cliente, pensar em estratégias para fidelizá-los e conquistar novos, é o que a motiva! Na Samplify atua na área de Canais.

Deixar Um Comentário