Por que oferecer um serviço de entregas personalizado?

Quando você ouve falar em serviço de entrega, talvez o que venha à sua mente sejam imagens clássicas dos entregadores de pizza ou motoboys cruzando a cidade. É uma imagem verdadeira sobre as entregas, é claro, mas elas vão muito além disso hoje em dia. Um serviço de entregas personalizado é um aspecto importante do negócio e pode ser o que falta para você encantar os seus clientes — e conduzi-los à fidelização. Agora você vai entender por que investir nisso é um benefício e também conhecer alguns cases inovadores!

A importância de um bom serviço de entrega

Se a relação da sua marca com o cliente fosse resumida somente no ato de ele comprar o seu produto, você receber o dinheiro e passar o pedido a ele do outro lado do balcão, a sua vida como profissional de marketing seria bem mais fácil, certo?

Mas sabemos que não é bem assim. O ciclo de vida do consumidor é complexo, e você precisa manter um bom relacionamento com ele desde antes da compra ser efetuada até depois que ele já adquiriu o seu produto.

Nesse cenário, um bom serviço de entrega se torna uma ferramenta poderosa para mostrar que você se importa com a experiência que ele tem quando compra com você.

Essa palavra, “experiência”, vai aparecer em praticamente qualquer conteúdo relevante sobre marketing, afinal é um dos aspectos fundamentais em que as marcas bem-sucedidas têm investido: proporcionar uma experiência de consumo positiva do começo ao fim.

Um levantamento da MetaPack, empresa que presta serviços de entrega para gigantes como Carrefour e Adidas, mostra dados reveladores sobre o impacto da entrega no e-commerce:

  • 39% dos consumidores preferem nunca mais comprar de uma marca se tiverem uma experiência negativa com a entrega do pedido;
  • 54% declaram que o serviço de entrega é decisivo para escolher de onde vão comprar;
  • 60% escolhem uma loja em detrimento de outra por que o serviço de entrega é mais conveniente para eles.

O caso da indústria de bens de consumo rápido

O serviço de entrega não se restringe a restaurantes ou ao e-commerce. Ele é um trunfo para o mix de marketing de segmentos diversos da indústria de bens de consumo rápido.

Cada vez mais as empresas dessa indústria procuram alternativas para o varejo. As lojas físicas sempre serão importantes para os produtos fast moving — nada substitui provar uma comida ou sentir um perfume antes de comprar, por exemplo. No entanto, é necessário ir ao encontro do consumidor em outros momentos e lugares da rotina dele.

É o ponto em que entram a digitalização das ofertas (rumo a uma realidade omnichannel) e o marketing de experimentação, por exemplo. Para a indústria de bens de consumo rápido, a entrega é uma ferramenta para aumentar a comodidade do cliente e mostrar que ele é, sim, especial para a marca.

No próximo tópico, confira exemplos de diferentes mercados em que o serviço de entrega foi utilizado de maneira inteligente e eficaz.

6 inspirações de serviços de entrega inovadores

1. Shippify

Em 2015, a Shippify surgiu com um desafio: unir economia colaborativa a uma solução logística de entregas de produtos. Ela tem conseguido cumprir a proposta e já está em uma dezena de cidades brasileiras e até em outros países da América Latina, como Chile, Equador e México.

Funciona assim: por meio de uma plataforma, lojas (de todos os tipos) registram as necessidades de entrega e entregadores cadastrados ficam responsáveis por levar os pedidos pela cidade. O mais interessante é que esses entregadores não precisam ter um veículo específico — podem levar entregas de bike, moto, carro e até táxi!

A empresa que solicitou o entregador consegue acompanhar a rota online e garantir a segurança das entregas. É um jeito fácil e moderno de driblar a organização complicada das entregas do dia a dia.

Fique de olho no blog da empresa para conhecer melhor o método de trabalho deles.

2. Flexport

Nesse exemplo, vamos bem longe da realidade rotineira da indústria de bens de consumo para mostrar como o desafio logístico das entregas representa um gargalo para muitos negócios e é uma oportunidade de ouro para quem está atento.

Em 2013, Ryan Petersen fundou a Flexport, que pretende ser uma espécie de FedEx para grandes cargas, que cruzam o mundo em aviões e navios. A empresa oferece uma plataforma de gerenciamento e acompanhamento de cargas para uma indústria que, segundo a Forbes, vale 9 trilhões de dólares.

Petersen ainda não decidiu se o negócio dos fretes é “tedioso ou sexy”, como conta em uma entrevista, mas o fato é que ele recebeu ofertas de até 1 bilhão de dólares pela ideia, o que serve como um exemplo extremo de como serviços de entrega são essenciais.

3. Dollar Shave Club

Na home do site do Dollar Shave Club, há uma pergunta instigante: “Por que eu não compraria lâminas simplesmente em uma loja?”. A resposta do serviço de assinatura de produtos de barbear é direta: “Não há nada pior do que passar a espuma para se barbear e descobrir logo em seguida que você esqueceu de ir à loja comprar lâminas”.

A comodidade, aliada ao preço acessível (5 dólares no primeiro mês) transformou a iniciativa em um sucesso e provou que a indústria de bens de consumo fast moving tem muito a lucrar quando aposta na experiência do cliente: a empresa foi adquirida por 1 bilhão de dólares pela Unilever em 2016.

4. Amaro

Que tal entrar em uma loja, experimentar produtos, comprá-los, mas sair de lá sem nada? Parece aterrorizante? Pelo contrário: nas guide shops, é uma opção de facilidade para o consumidor.

Na capital paulista, a Amaro é um dos principais expoentes desse modelo. O e-commerce de moda feminina tem lojas físicas em que as clientes podem experimentar as roupas e, com ajuda dos vendedores, encomendá-las em tablets e computadores no próprio local.

A entrega chega à casa da cliente no mesmo dia, sem a necessidade dela carregar sacolas pela cidade.

5. TAG Livros

Assinar jornais e revistas é tradicional, mas desde 2014 o TAG Livros traz outra experiência de assinatura para os leitores. O serviço entrega edições exclusivas de livros clássicos (como “O vermelho e o negro”, de Stendhal) ou contemporâneos relativamente desconhecidos (como “Os irmãos Sister”, de Patrick deWitt) em todo o Brasil.

O grande diferencial é entregar ao consumidor um produto personalizado — além das edições especiais, as entregas mensais vêm acompanhadas por uma revista exclusiva sobre o tema do mês e outros presentinhos. A escolha das obras fica por conta de nomes como o Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa e a jornalista e escritora Martha Medeiros.

6. OMO Express

Por falar na Unilever, uma das marcas mais famosas da multinacional no Brasil, a OMO também investe em um serviço de entrega personalizado. De olho na recorrência de consumo, ela criou a OMO Express, serviço de assinatura de lavanderia que busca e entrega peças lavadas (com OMO, é claro) e passadas na casa do cliente.

Em vez da pessoa ir ao mercado comprar a caixa de sabão em pó para lavar as roupas em casa, ela paga pela experiência de ter a roupa lavada com OMO.

A marca conquista o consumidor ainda mais ao oferecer comodidade — e, evidentemente, ganha muito com isso, já que o mercado de lavanderias faturou cerca R$ 6,1 bilhões só em 2016, segundo o Sindicato Intermunicipal de Lavanderias no Estado de São Paulo.

Entendeu como um serviço de entrega personalizado pode adicionar valor ao seu mix de marketing? Essa não é a única inovação que você pode levar à sua estratégia! Assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos com este para inovar cada vez mais!

2018-07-24T14:55:24+00:00Por |0 Comentários

Sobre o Autor:

Marcus Thadeu, 32, meio publicitário, meio economista com MBA em Mercado Financeiro pela FIPE/USP. Tem mais de 10 anos de experiência em empresas de diversos setores (BNP Paribas, Unilever, Enox), sempre medindo o resultado das coisas. Lidera a agenda de Produto da Samplify. Pós verdade, pós consumo e pós capitalismo são temas de seu interesse. Compreender Chet Baker e teoria das cordas são objetivos de longo prazo.

Deixar Um Comentário