Conheça 9 livros que todo gerente de Marketing deveria ler

Aqui no blog, nós estamos sempre falando sobre inovação. E, com certeza, não é somente aqui que você vê artigos que listam tendências anuais de Marketing e tecnologia ou práticas inovadoras de trabalho. Na nossa área, é mesmo essencial prestar atenção ao que há de novo, mas também não devemos nos esquecer de algo muito tradicional, mas indispensável — os bons e velhos livros.

Definitivamente, eles não são coisa do passado — e nem só assunto da sua época de faculdade. Por isso, relembramos 9 livros de Marketing que todo gerente da área deveria ler. Veja nossa lista!

1. O poder do hábito, de Charles Duhigg

A formação e a força dos hábitos são algo tão complexo que foi preciso um repórter investigativo do The New York Times para desvendá-las. Em 2012, Charles Duhigg lançou o livro O poder do hábito, em que investiga evidências científicas e exemplos históricos e cotidianos para entender o que, afinal, nos faz fazer o que fazemos.

Além de trazer insights interessantes para a vida pessoal — afinal, quem não quer abandonar um hábito como roer as unhas ou começar alguns novos, como correr todos os dias —, o livro traz inspirações para dar um boost na vida profissional.

Para quem trabalha com Marketing na indústria de bens de consumo, ele é ainda mais interessante. Um dos maiores desafios não é, justamente, incentivar o consumidor a adquirir o hábito de consumir nossos produtos? Embora o volume não foque nisso, O poder do hábito é bem interessante para refletir sobre a potência do Marketing de Experimentação.

Já falamos mais um pouco sobre hábitos no post sobre Neuromarketing. E, neste vídeo, você pode conferir o próprio Duhigg explicando como utilizou o poder do hábito na própria vida.

 

2. Inevitável: as 12 forças tecnológicas que mudarão o nosso mundo, de Kevin Kelly

Há 20 anos, quem poderia dizer que o Google surgiria? Essa ferramenta específica ainda não existia, mas talvez já se pudesse prever que as pessoas precisariam de um instrumento de busca para navegar pela internet.

É em relações como essa — entre necessidades sociais e o advento de novas tecnologias para atendê-las — que Kevin Kelly foca no livro Inevitável: as 12 forças tecnológicas que mudarão o nosso mundo, publicado em 2016.

Em vez de bater o martelo e declarar quais são as tecnologias que vão bombar no futuro, Kelly convida o leitor a entender as forças que há por trás da inovação tecnológica e a se preparar desde já para lidar com elas.

 

3. Marketing 4.0, de Philip Kotler

Um clássico é um clássico — e é justamente nessa categoria que está Philip Kotler. Depois de basicamente criar o Marketing como o entendemos hoje, na década de 60, o norte-americano trouxe Marketing 4.0, em 2010.

O livro é o que se pode chamar de “Bíblia 2.0 do Marketing”, em que o estudioso aprofunda o entendimento sobre as mudanças estruturais por que a sociedade contemporânea está passando e ajuda o profissional de Marketing a entender como lidar com elas.

Como mostramos em um infográfico baseado, justamente, nas novas ideias de Kotler, o consumidor mudou, e, com ele, você também precisa mudar. Se quiser se inteirar mais sobre o assunto, também vale ler nosso artigo sobre a reinvenção da mídia tradicional.

 

4. Poder e alta performance, de Paulo Vieira

Em Poder e alta performance, o master coach Paulo Vieira traz basicamente um manual prático para aprimorar a sua inteligência emocional, com exemplos e exercícios para desenvolver suas potencialidades tendo em vista a alta performance.

O livro, lançado em 2017, é interessante para inspirar mudanças de hábito e sair da procrastinação. É legal para gestores de RH e de Marketing entenderem a si mesmos e também para entender como funciona a potencialidade dos talentos com que lidam: não é porque alguém ainda não esteja performando como o esperado que não possa ser ajudado a chegar lá, afinal.

5. A startup enxuta, de Eric Ries

Como já exploramos em um post sobre descarte na indústria de bens de consumo rápido, não gostamos de desperdício. Eric Ries também não.

Foi pensando em como minimizar desperdício de tempo, recursos ou esforços que ele desenvolveu o conceito de “lean startup”, ou “startup enxuta”, que condensa no livro homônimo publicado em 2011.

Ele mostra como é possível desenvolver produtos disruptivos de maneira otimizada, sem gastar energia com o que não vai realmente agregar ao seu empreendimento. Embora o foco do livro sejam os empreendedores em busca de iniciar um novo negócio, as dicas de Ries servem muito bem para gerentes de Marketing que procuram inovar com inteligência dentro da própria organização e no mercado em que trabalham.

 

6. Sprint, de Jake Knapp

O subtítulo de Sprint, de 2014, já traduz bem o que você vai encontrar no livro: “o método usado no Google para testar e aplicar novas ideias em apenas cinco dias”. Nele, três profissionais por trás do Google Ventures, braço de investimentos da companhia, explicam como é o método de desenvolvimento de novas ideias que aplicaram na própria gigante e em mais de uma centena de outras empresas.

Ele consiste basicamente em tomar um “atalho”: em vez de esperar o lançamento do produto para avaliar se ele é uma boa aposta, a equipe segue uma série de protocolos predeterminados por ela até alcançar a validação da ideia com o consumidor.

7. Marketing ROI, de James Lenskold

ROI é uma palavra corrente nas conversas entre profissionais de Marketing, mas você sabe mesmo como calculá-lo? Você, com certeza, sabe o que o conceito quer dizer, mesmo que em termos gerais, mas quando chega a hora de provar os resultado das ações que planeja, precisa de mais do que uma definição certeira da ideia.

Marketing ROI, livro escrito por James Lenskold em 2003, é um manual com skills financeiras sob a perspectiva do profissional de Marketing. Ele faz um aprofundamento metodológico para você completar a leitura sabendo como calcular o ROI na ponta do lápis. Em resumo, é hora de aprender a fazer contas.

8. Data Driven Marketing, de Mark Jeffrey

Data Driven Marketing, escrito em 2010 por Mark Jeffrey, basicamente ensina ao profissional de Marketing a tomar decisões baseado em dados, desde o uso de ferramentas até análises mais elaboradas.

É um esquema parecido com o do Marketing ROI: você provavelmente já sabe que precisa trabalhar de olho nos fatos, em vez de na mera criatividade (apesar de ela ser bem importante), mas deve ir além disso e ter habilidade para transformar esses dados em insights na prática e ter capacidade de defender o valor deles na organização na qual trabalha.

De olho nisso, Mark Jeffrey reúne 15 métricas essenciais a que você precisa prestar atenção, como taxa de churn, Customer Lifetime Value e Custo por Clique.

 

9. Hooked, de Nir Eyal

Em Hooked: how to build habit-forming products, Nir Eyal explica o que diferencia produtos bem-sucedidos de ideias que acabaram fracassando. A diferença entre essas duas realidades passa pela capacidade de transformar o consumo em um hábito na vida do consumidor — como o primeiro livro que apareceu na nossa lista, lembra?

Esse é um livro importante para qualquer profissional de Marketing que lide com a pressão de inovar. Naturalmente, sempre existe algum receio de a inovação cair por terra e não encontrar aderência à vida do consumidor. Hooked permite insights sobre como é possível evitar esse cenário — e melhor: sem necessariamente gastar imensas quantidades de dinheiro no processo.

Gostou de conferir alguns livros de Marketing que todo gerente da área deveria conhecer? Então compartilhe este post nas suas redes sociais contando quais deles já leu ou pretende ler! E, claro, não fique só nos nossos resumos: vá agora mesmo atrás dos títulos que lhe interessaram e depois nos conte o que achou!

 

 

2018-07-24T15:37:31+00:00Por |0 Comentários

Sobre o Autor:

Marcus Thadeu, 32, meio publicitário, meio economista com MBA em Mercado Financeiro pela FIPE/USP. Tem mais de 10 anos de experiência em empresas de diversos setores (BNP Paribas, Unilever, Enox), sempre medindo o resultado das coisas. Lidera a agenda de Produto da Samplify. Pós verdade, pós consumo e pós capitalismo são temas de seu interesse. Compreender Chet Baker e teoria das cordas são objetivos de longo prazo.

Deixar Um Comentário