Conheça 5 estratégias de marketing que exigem pouco investimento!

Adotar novas estratégias de marketing é uma busca frequente de qualquer empresa. Entretanto, é importante que elas caibam dentro do orçamento. Há ótimas alternativas que são baratas e proporcionam resultados muito interessantes, seja na expansão da marca, seja na retenção de clientes.

É possível posicionar e divulgar o seu negócio investindo pouco, com o uso de mecanismos mais baratos e que são eficientes. Neste post, você vai conhecer 5 boas estratégias que valem a pena e custam pouco para a sua empresa. Confira!

1. Marketing de defensores

Reter é tão importante quanto conquistar. Sua marca estará muito fortalecida se conseguir agradar aos clientes que ela já tem, o que ajuda a fidelizá-los. O marketing de defensores visa ao engajamento dos consumidores, de modo que eles sejam responsáveis por divulgar a sua empresa.

Isso custa muito menos do que as estratégias de marketing tradicionais de captação de clientes. O custo de aquisição é alto e necessário, mas você pode atrair mais pessoas se souber valorizar esses defensores.

Essa estratégia é feita a partir da aproximação aos clientes. Consiste em dar a eles a voz e os recursos para que, primeiramente, sintam-se satisfeitos com seu produto. Posteriormente, eles mesmos se tornarão os “advogados” da sua marca.

A proposta é defender os clientes que sua empresa já tem, para que eles se engajem. A execução é simples: proporcionando uma experiência de compra completa e satisfatória. Com as melhores práticas, eles se sentirão parte de um processo em que tudo deu certo.

Fortaleça a experiência do consumidor

Um bom atendimento, um produto de qualidade, uma entrega rápida e uma série de outros fatores ajudam a estabelecer essa relação de confiança. Atualmente, graças às redes sociais, toda essa satisfação é transmitida voluntariamente por esses defensores.

Sua empresa é capaz de conseguir engajamento apenas com um trabalho mais dedicado, sem nenhum custo a mais. Isso vai gerar comentários, boas avaliações, reposts em mídias sociais e publicações espontâneas. Dessa maneira, sua marca poderá se estabelecer no mercado e, claro, atrair mais clientes e fidelizar quem já é seu consumidor.

2. Endomarketing

Como conquistar mais público sem que seus funcionários estejam prontos para isso? O endomarketing propõe estratégias que aumentem o engajamento dos colaboradores com a própria empresa na qual trabalham. Assim como os consumidores, os trabalhadores também estão mais exigentes. Eles buscam mais do que a simples relação de trabalho.

É preciso oferecer boas condições, um salário satisfatório, um ambiente amigável e, principalmente, praticar o respeito das relações hierárquicas. Essas são questões básicas para a aplicação do endomarketing. Se nem o colaborador está satisfeito com a marca, como esperar isso de alguém de fora?

O colaborador precisa comprar a ideia

O funcionário é o primeiro cliente da sua empresa. Ele precisa comprar a ideia de negócio que você propõe, e colocar isso em prática no cotidiano de trabalho. O endomarketing nada mais é do que um conjunto de ações que fortalece essa relação entre empresa e funcionário, de forma a promover o total envolvimento e comprometimento.

Quando satisfeito, o colaborador veste a camisa e trabalha com mais empenho. Além disso, ele se torna capaz de entender como a empresa precisa se posicionar para captar e fidelizar consumidores. Assim, ele aplica o melhor tom, os melhores métodos, o atendimento adequado e todos os requisitos necessários para ter excelência no exercício de suas funções.

3. Empreendedorismo

Essa é a mais diferente entre as estratégias de marketing apresentadas aqui. A proposta do empreendedorismo é simples: oferecer um produto ou serviço novo, aproveitando uma oportunidade.

Entretanto, essa aplicação só vale ao mercado. É possível utilizar a ideia de empreender para propor mudanças internas, que tragam resultados para a empresa.

Inovar é parte do processo. Vale estudar novos métodos, ferramentas diferenciadas, propor práticas diferentes e tudo mais que ajudar no fortalecimento da sua marca. A tônica do empreendedorismo faz falta às empresas, e ela custa muito pouco em comparação a outras estratégias de marketing.

Inovar não é recomeçar do zero

É preciso propor a inovação e a busca por algo que se destaque na maneira de fazer negócios. Isso, naturalmente, não deve implicar a estratégia atual, mas, sim, fortalecer. Um bom exemplo disso são as startups, que empreendem de berço. Cada vez mais, essas empresas trazem soluções de destaque, ao utilizarem estratégias com alto poder de engajamento.

Por que sua empresa não pode praticar isso internamente? Estimular o empreendedorismo gera uma economia muito relevante, o que permite que sua marca esteja sempre um passo à frente. O consumidor atual é sedento de inovação e, se você oferece algo útil nesse sentido, o seu marketing de qualidade vai ser executado.

4. Estratégia sanduíche

Como disputar com marcas que investem pesado em estratégias de marketing? Qualquer concorrência deve ser considerada, mas jamais assumida publicamente. A estratégia sanduíche visa a criar um vácuo entre o que você vende e a concorrência. Isso é feito por meio de um novo produto.

A proposta é sempre chamar a atenção para o que sua marca mais vende, sem mudar a estratégia principal, sempre ressaltando a força desse carro-chefe da sua empresa. Em contrapartida, para combater a concorrência que vem forte, é necessário lançar um novo produto no mercado.

Nesse processo, é fundamental que os consumidores não percebam que a novidade lançada faz parte da sua empresa. Assim, você gera competitividade em diferentes níveis, mantendo a excelência do que você tem como principal no mercado.

5. Marketing de experimentação

Oferecer ao seu cliente uma amostra do seu produto é uma ótima maneira de engajar. O sampling é uma estratégia antiga e totalmente produtiva. Contudo, para que ela seja realmente barata, é preciso executar dentro de uma estratégia bem planejada. Qualquer erro pode gerar altos custos ao oferecer o seu produto de graça.

Um novo produto ou uma nova marca no mercado chegam sob desconfiança. É normal, afinal, não há nenhum tipo de feedback até o momento. Se a marca oferece essa possibilidade prévia, o consumidor praticamente não tem nada a perder. A chance de ter pessoas testando esse produto é alta e, caso ele seja realmente relevante, a experiência será positiva.

O sampling só custará pouco se for bem executado

Quando o sampling é executado do jeito certo, cada vez mais pessoas poderão ter a chance de experimentar algo de novo no mercado. A tendência é que as vendas comecem a ser geradas, o que resulta em lucro. Assim, dentro dessa estratégia correta, o valor investido na oferta de amostras não tem um impacto tão significativo à empresa.

Dá para diluir o que foi gasto nas vendas originadas graças às estratégias de marketing de experimentação. Porém, isso só acontece com uma abordagem eficiente, uma publicidade impactante e outros requisitos que convencem o consumidor a dar uma chance à sua marca, ainda que seja em caráter experimental, inicialmente.

Coloque essas estratégias de marketing em prática agora mesmo! Você terá ótimos retornos, com propostas diferenciadas, sem estourar o orçamento designado. Entretanto, sempre trabalhe para mensurar o desempenho dessas ações. Só assim é possível saber se elas têm valido a pena.

A Samplify é a empresa preparada para aplicar o sampling no seu negócio! Entre em contato conosco e veja como podemos ajudar.

2018-09-20T19:08:53+00:00Por |0 Comentários

Sobre o Autor:

Marcus Thadeu, 32, meio publicitário, meio economista com MBA em Mercado Financeiro pela FIPE/USP. Tem mais de 10 anos de experiência em empresas de diversos setores (BNP Paribas, Unilever, Enox), sempre medindo o resultado das coisas. Lidera a agenda de Produto da Samplify. Pós verdade, pós consumo e pós capitalismo são temas de seu interesse. Compreender Chet Baker e teoria das cordas são objetivos de longo prazo.

Deixar Um Comentário