Balanço de final de ano: entenda a importância dele para a empresa

O balanço de final de ano é uma ferramenta de extrema importância. Os próximos 12 meses precisam iniciar dentro de uma estratégia forte e, para isso, é necessário compreender o que se passou até o momento. O planejamento depende de informações certeiras e da leitura adequada dos resultados.

Para o varejo, potencializar as vendas é sempre fundamental. O balanço é uma etapa importante ao pensar em como os negócios serão conduzidos no próximo ano. Neste post, você vai entender melhor o que é o balanço e qual a sua relevância como ferramenta estratégica. Confira!

Entenda o que é o balanço anual

O balanço de final de ano é uma tarefa em que a empresa analisa todos os resultados que obteve no período dos últimos 12 meses. Nessa etapa, são avaliados o volume de vendas, a lucratividade que a empresa atingiu e se ela se manteve financeiramente saudável.

Para isso, são analisadas todas as entradas e as saídas. Na linguagem contábil, o ativo representa tudo que a empresa recebeu e o seu patrimônio, enquanto o passivo são as obrigações financeiras. Todos esses valores são colocados paralelamente em análise para, assim, visualizar como a companhia se comportou no último ano.

Veja qual a sua importância para o varejo

Os 12 meses apontam resultados variados e que são de extrema importância para o sucesso de um negócio. O balanço de final de ano é imprescindível não só no varejo, mas em qualquer outro tipo de atividade comercial. É nesse momento que a empresa se debruça sobre os números e percebe o que eles representaram para os negócios.

A importância para o planejamento do próximo ano

Acima de qualquer utilidade, o balanço de final de ano é uma ferramenta estratégica. A partir dele, a empresa toma conhecimento de qual é o seu status atual. Mais do que somente descobrir se obteve lucro ou prejuízo, as companhias detectam o estado do seu patrimônio, o que é fundamental para o próximo período.

Uma empresa precisa realizar investimentos ao longo do ano. O balanço permite o apontamento de quanto capital o negócio terá para dedicar às suas próprias atividades nos próximos 12 meses. Esse planejamento é indispensável para que o negócio continue lucrativo e sustentável.

Os apontamentos para os futuros direcionamentos

A compilação dessas informações permite também que a empresa aponte o que funcionou e o que ficou aquém do esperado, tudo isso observando resultados. A partir desse balanço, o planejamento para o próximo ano é desenvolvido com bases estratégicas. Então, a empresa fica mais perto de suas expectativas e metas.

Mais do que vendas e bons números, o balanço dá sustentação para entender como a empresa pode crescer a longo prazo. Esse desenvolvimento de patrimônio é o que permite que ela esteja sempre lucrativa e que possa manter suas atividades.

A saúde financeira da empresa de uma forma geral deve ter lugar de destaque nesse planejamento. O balanço de final de ano deve focar em manter o equilíbrio financeiro e a solidez do negócio. Só assim é possível enfrentar instabilidades ou momentos de crise comercial.

Saiba quais erros devem ser evitados

Um bom balanço de final de ano coloca a empresa na direção certa. Bons resultados e solidez de patrimônio são os principais objetivos a serem conquistados. Entretanto, erros ao fazer essa análise dos 12 meses podem colocar o negócio em uma direção ruim.

Mais do que executar esse trabalho, é preciso mantê-lo longe de equívocos muito comuns, mas que têm consequências negativas. O problema geralmente começa na interpretação dos resultados e em como eles vão influenciar a estratégia para o ano seguinte.

O corte de verbas de marketing é um erro grave

Ainda há empresas que não se deram conta de como o marketing é uma ferramenta fundamental. Há basicamente duas situações que configuram erros graves. A primeira é quando os resultados foram ruins, então os gestores optam pelo corte de verbas desse departamento. Como deixar de investir em algo que pode gerar mais oportunidades de vendas e fortalecer a marca da empresa?

Esse mesmo pensamento pode acontecer quando há o excesso de confiança. O negócio obteve ótimos resultados, e então o entendimento é de que não precisa mais investir em marketing. Entretanto, o consumidor está cada vez mais exigente e o mercado passa por constantes mutações. Quem não se posiciona da forma certa corre o risco de perder relevância no segmento.

Aprenda como usar o balanço da melhor forma

Um balanço adequado deve colher informações de todos os departamentos. Cada setor da empresa teve gastos e investimentos que devem ser mensurados. A transmissão dessas informações é feita ao Financeiro, que reúne dados e consegue uma visão global do negócio.

Nessa demanda, é importante analisar os resultados com todo o cuidado. Qualquer interferência pode resultar em erros e em uma percepção inadequada da situação da empresa. As métricas de acompanhamento devem ser valorizadas durante todo o ano. Assim, elas possibilitam insights e percepções de tendência no momento do balanço.

O acompanhamento deve acontecer ao longo dos 12 meses

Acompanhar os resultados da empresa permite que eles sejam analisados no momento certo. A mensuração mensal proporciona dados que ajudam a avaliar o direcionamento do negócio. Diante disso, se em algum momento os números forem ruins, é possível redirecionar a estratégia.

Essa é a maneira mais efetiva de, ao chegar ao balanço de final de ano, concluir que aqueles números são fiéis e originados da estratégia mais adequada. Assim é possível planejar o próximo período com maior transparência e tomar decisões precisas para os rumos da empresa.

O bom uso do balanço permite que a gestão proponha um direcionamento que, no próximo ano, vai focar nos seguintes pontos:

  • divisão proporcional e adequada das verbas entre os departamentos;
  • reinvestimento inteligente e com foco no patrimônio e na sustentabilidade;
  • proposta de melhorias em pontos que tiveram baixo desempenho;
  • planejamento de marketing alinhado à estratégia da empresa para o próximo ano;
  • proposta de inovações que caminham junto à estratégia do negócio.

O marketing é a chave para um ano de resultados satisfatórios

Esse investimento é fundamental diante do balanço de final de ano. O planejamento deve acontecer após a compreensão dos resultados, de como a empresa se desenvolveu, em que ela precisa melhorar e o que deve manter. O marketing tem as ferramentas necessárias para fortalecer a estratégia para o próximo ano.

Algumas das possibilidades e objetivos são:

  • crescer as vendas;
  • ganhar mercado;
  • engajar o consumidor;
  • fortalecer a marca.

Contudo, se a expectativa é manter bons resultados e fortalecer o patrimônio, o marketing também é imprescindível para que o negócio continue em destaque.

O balanço de final de ano é fundamental no varejo e ajuda a empresa a entender como ela se desenvolveu no último ano, pensando também nos próximos 12 meses que vêm pela frente. Esse trabalho possibilita direcionar verbas da maneira adequada e alinhar as estratégias de marketing ao que o negócio pretende atingir.

Gostou deste post? Aproveite e confira 8 ferramentas de gestão para o dia a dia!

2018-12-03T18:34:21+00:00Por |0 Comentários

Sobre o Autor:

Marcus Thadeu, 32, meio publicitário, meio economista com MBA em Mercado Financeiro pela FIPE/USP. Tem mais de 10 anos de experiência em empresas de diversos setores (BNP Paribas, Unilever, Enox), sempre medindo o resultado das coisas. Lidera a agenda de Produto da Samplify. Pós verdade, pós consumo e pós capitalismo são temas de seu interesse. Compreender Chet Baker e teoria das cordas são objetivos de longo prazo.

Deixar Um Comentário